O torpor que debruçado senti

O torpor que debruçado senti

  • Post author:
  • Post category:Poesificando
  • Post last modified:setembro 10, 2020
  • Reading time:3 min(s) read

Sobre a mesa me debruço pra ver
Que mais um dia pra longe se foi,
Apenas o torpor é que me restou.

A lucidez apenas me faz sufocar
Trazendo mais sofrimento e dor.
Vivendo como não devia fazer

Reduzo a pequenos fragmentos
Imensa quantidade de tempo.
Reflexão impulsiona a viver,

Mas suficiente não é a carga
Pras sinapses poder atingir.
O que não sonha está morto,

Mas será que consegue sonhar
Quem já morreu ou de sonho
Morre aquilo que não viveu?

Seria a composição desta vida
Feita de infindas indagações
Ou por ausência de respostas

Que nos negamos a enxergar?
Meus olhos buscam a beleza,
Que me impossibilita viver,

Mas sigo, triste, numa alegria
Quase sempre a desvanecer.
Ainda a contemplar a tarde

Que se foi sem mais retornar,
Vi, no azul-celeste despontar,
Manhã [des]esperança trazer.

Aurora está logo ali, na janela,
Tão perto que até posso tocar,
Através das cortinas ela chega

Assustado, tento me afastar,
Mas, surdos, os pés engessam.
Sob eles o assoalho dissolveu,

Cabeça nas estrelas, pura luz
Tanto brilho chega a sufocar,
Cego, luz alguma já não vejo.

Cada brilho achado pela senda
Só serviu de tropeço, escuridão
Antes podia ver, agora não mais.

A síntese da vida só se refe a isso
Ou ela não pode ser sintetizada?
Se enquanto duvido é que penso

Por que me esvaziam as dúvidas?
Seria a resposta sempre tão árdua,
Não poderia estar na simplicidade?

Contemplando a finitude se percebe
Que o mais além de tudo que existe,
A constante indagação, o desconfiar,

A relatividade têm muito mais a ver
Com total perca e desgaste de tempo
Do que a plenitude poder vivenciar.

Singeleza traz mais alento na dor
Do que acumular conhecimento,
Que só traz agudeza de angústia.

Por que saber o modo que viverei?
Já basta a fragilidade de meu ser,
Ingratidão que se revela no olhar.

Torpor, forma de encarar a vida
Sem dor é mentira, puro engano.
Torpor não é saída ou resposta

É apatia, redução de percepção
Que impede de se experienciar
Cada dor, conquista e sucesso.


#freetalk

Os caminhos que a gente percorre podem nos levar a diferentes percepções, mas ainda que a gente as experimente profundamente, isso não quer dizer que estejam corretas [Provérbios 14.12], só que até a ficha da percepção cair na mente isso pode levar bastante tempo.

Encontrar uma forma de fugir da realidade pode parecer aliviante, mas na medida que se torna cada vez mais comum acaba por se transformar num verdadeiro cárcere, do qual se torna ainda mais difícil libertar-se do estado de torpor – esse é só mais um dos arrependimentos de quem tenta acertar os passos.

Ósculos e amplexos,

mishael mendes sign, assinatura

Mishael Mendes

Um cara apaixonado por música, se deixar ele não faz nada sem uma boa trilha sonora. Amante de fotografia, livros, animais e comida boa – principalmente a da mãezona. Criou o blog e o canal pra compartilhar sua visão inversível da vida.