Ode à ti – Como a vejo e como tu és

Ode à ti – Como a vejo e como tu és

  • Post author:
  • Post category:Poesificando
  • Post last modified:setembro 19, 2020
  • Reading time:2 min(s) read

Teus olhos, sóis, brilham no esplendido dia de veraneio,
Com ardor aquecem, derretendo qualquer glácico coração.
Teu sorriso, vinho doce e suave que me inibiria todo o ser,
Tua pele, canela, me incendia o olfato e desperta o paladar.

A presença que possuis, fulgurante, evoca o melhor em mim,
Tua simplicidade e meiguice só a tornam mais indescritível.
Assim é você, tesouro, que ao longe se percebe imenso valor.
Miragem que perto torna-se real, feito chama exaure meu ser.

Quem apenas lê pode inquirir se por hipérboles estou a falar,
Mas conhecer-te mostra que falo apenas do que se pode ver.
Águas que vem e vão, desemborcam em torrentes de águas
Que encharcam pensamentos, sonhos, sentimentos e o corpo.


#freetalk

Aos olhos de quem ama o ser amado é perfeição pro qual faltam palavras pra descrever, números pra contabilizar e tempo pra desfrutar a companhia – já que uma vida inteira parece pouco pra se amar. Mas será que tudo se trata apenas de exagero ou quando amamos passamos a ver o que realmente importa e que é invisível aos olhos?

Independente dos atributos físicos ou estéticos há algo maior que só quem ama consegue enxergar e mesmo que os outros vendo ou não tudo o que enxergamos, o desejo de engrandecer o ser amado sempre será uma constante.

Ósculos e amplexos,

mishael mendes sign, assinatura

Mishael Mendes

Um cara apaixonado por música, se deixar ele não faz nada sem uma boa trilha sonora. Amante de fotografia, livros, animais e comida boa – principalmente a da mãezona. Criou o blog e o canal pra compartilhar sua visão inversível da vida.